Castanheira - MT, 17 de outubro de 2018
|     E-mail: camara@castanheira.mt.leg.br     |     Telefone/WhatsApp: (66) 3581-1130

Brasão do Município de Castanheira

O Brasão da cidade foi idealizado na primeira Gestão Administrativa (1988-1992), partindo das nossas particularidades, levando em consideração os sonhos dos nossos pioneiros, gente simples e laboriosa que aqui chegaram embalados por uma esperança de vida melhor.

Castanheira originou-se de um entroncamento de rodovias (MT-170 com AR-1), que demandam de Cuiabá em direção norte para atingir o Estado do Amazonas e de Vilhena – RO, para se chegar à Aripuanã – MT. No cruzamento destas rodovias cresceu o acampamento do pessoal que construía a Rodovia AR-1, surgindo assim um povoado, com posterior loteamento por parte da CODEMAT (Companhia de Desenvolvimento do Estado de Mato Grosso).

Castanheira é elevada a Distrito de Juína, com a emancipação política e administrativa, que veio em 04/07/1988, quando ganha vida própria como Município, o desenvolvimento e o destino se cumprem transformando o sonho em realidade.

A pecuária e a agricultura avançam continuamente dando suporte à indústria, que a princípio era extrativista, hoje de transformação primária.

Na idealização do Brasão, quisemos deixar gravados os elementos que nos são afins. Portanto, a Castanheira está presente, em pé e altiva, oferecendo sombra e frutos em abundância.

A agricultura está presente com sua produção farta, a pecuária, que tão bem adaptou-se, é pujante e expressiva, uma das principais riquezas da região. Finalmente, a extração mineral que sai do solo pela mão do garimpeiro, elemento que, igual aos bandeirantes do passado, tem no sangue a aventura, sempre atrás do dourado minério ou da faiscante pepita, sem este e o Seringueiro, o Brasil dificilmente teria as dimensões atuais.

O Brasão

Disposto sobre um escudo oval, esmalte prata, escoimado por uma seteira dupla e rodeado por dois ramos de café, lado externo.

Tendo pelo lado esquerdo interno a representação da agricultura e indústria. No centro a presença maior da Castanheira que, além de abundante, empresta seu nome ao município, ao seu pé a faixa com a data da emancipação político-administrativa (04/07/1988).

Do lado esquerdo interno abaixo da copa a representação da pecuária na figura de um bovino, logo abaixo o garimpeiro na sua faina diária, recolhendo o minério, razão da sua vida, que igual à todos nós, faiscamos com a batéia da esperança procurando encontrar a gema que brilhará, como a estrela assentada em ponto de destaque para que seus raios nos guie pelos caminhos que temos a seguir.

.

ZILDA STANGHERLIN
Prefeita Municipal

.

MAURO SERAFIM
Assessor de Gabinete
Prefeitura Municipal de Castanheira

.


.

“CRÉDITOS”

Idealização e montagem: GRUPO DE FUNCIONÁRIOS ADMINISTRATIVOS DA 1ª GESTÃO (88/92)

“PESQUISA E TEXTO”

Escudo e Brasões: MAURO SERAFIM

Revisão e redação final: JÚLIO CÉSAR PILEGI RODRIGUES